quarta-feira, 25 de maio de 2011

Professores denunciam educação na Bahia



Os Professores da Rede Pública Estadual vem a público denunciar a situação caótica vivida pelos docentes e profissionais de educação pela política educacional posta pelo Governo Estadual:

- Falta de segurança nas escolas.

- Condições higiênicas que não atendem a saúde da coletividade escolar.

- Ausência de condições e de pessoal (merendeiras) adequados para a manipulação e de distribuição da merenda escolar.

- Falta das cadernetas de freqüência e de rendimento escolar nas unidades de ensino, que tiveram suas atividades iniciadas em 07/02/2011.

- Enturmação, diminuição da quantidade de turmas e de professores nas escolas, provocando "Crime Pedagógico", piorando a qualidade de ensino.

- Professores com tempo de serviço vencido para a aposentadoria, trabalhando de “graça" à espera da boa vontade da Secretaria de Educação para liberação dos seus direitos.

- Descumprimento aos direitos garantidos pelo Estatuto do Servidor Público da licença prêmio a cada 5 anos, independente do tempo de serviço.

- Obrigatoriedade da classe docente em prestar outro concurso, avaliação de desempenho- certificação.

- O autoritarismo da Secretaria de Educação impede a autonomia das Escolas nas decisões que lhes são próprias.

- Legalização do processo eleitoral para diretores das escolas.

FONTE: Prª Diana Costa (CONEN/BA)

Nenhum comentário: