segunda-feira, 30 de maio de 2011

Exposição "Mulheres Negras da Irmandade da Boa Morte (BA) "



O Museu Afro Brasil, instituição da Secretaria de Estado da Cultura apresenta a exposição Mulheres Negras - A Irmandade da Boa Morte de Cachoeira. Com fotos do fotógrafo e etnólogo Pierre Verger (1902-1996) e de Adenor Gondim, apresenta também jóias crioulas, como os famosos balangandãs baianos, e uma imagem original de Nossa Senhora da Boa Morte do século XIX, trazida especialmente da cidade de Cachoeira, localizada no Recôncavo da Bahia, para esta exposição. Ao todo são 90 peças, e ainda uma instalação que transmite imagens de um documentário especial sobre a sociedade formada exclusivamente por mulheres negras. A Irmandade da Boa Morte é uma organização católica com sede na Bahia, composta por mulheres acima de 45 anos de idade, que também são adeptas do Candomblé. Uma das mais velhas integrantes, é a yalorixá Mãe Filhinha, com 107 anos. Entrada gratuita. Até 24 de julho.

O Museu Afro Brasil – Organização Social de Cultura, vinculado à Secretaria de Cultura do Governo do Estado de São Paulo, é um espaço de preservação e celebração da cultura, memória e da história do Brasil na perspectiva negro africana, assim como na difusão das artes clássicas e contemporâneas, populares e eruditas, nacionais e internacionais. Localizado no Parque Ibirapuera, em São Paulo, foi inaugurado em 23 de outubro de 2004 e possui um acervo de mais de cinco mil obras. Parte das obras, cerca de duas mil, foram doadas pelo artista plástico e curador, Emanoel Araujo, idealizador e atual Diretor Curador do Museu. A biblioteca do museu, cujo nome homenageia a escritora, “Carolina Maria de Jesus”, possui cerca de 6.800 publicações com especial destaque em uma coleção de obras raras sobre o tema do Tráfico Atlântico e Abolição da Escravatura no Brasil, América Latina, Caribe e Estados Unidos. A presença negra africana nas artes, na vida cotidiana, na religiosidade, nas instituições sociais são temas presentes na biblioteca. O museu mantém um sistema de visitação gratuita para todas as exposições e atividades que oferece; um Núcleo de Educação com profissionais que recebem grupos pré-agendados, instituições diversas, além de escolas públicas e particulares. Através do Núcleo de Educação também mantém o programa “Singular Plural: Educação Inclusiva e Acessibilidade”, atendendo exclusivamente pessoas com necessidades especiais e promovendo a interação deste público com as atividades oferecidas.

Funcionamento: de terça a domingo, das 10 às 17 horas (permanência até às 18h) Estacionamento: Portão 3 – Zona Azul Entrada: Grátis Classificação: Livre Para maiores informações: faleconosco@museuafrobrasil.org.br Para agendar visitas: agendamento@museuafrobrasil.org.br ou Fone: 55 11 3032-8900 ramal 121

Secretário da Cultura: Andrea Matarazzo

Diretor curador: Emanoel Araujo

Diretor executivo: Luiz Henrique Marcon Neves

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/ nº Parque Ibirapuera- Portão 10 São Paulo- SP - Brasil CEP: 040094-050 Fone: 55 11 3320-8900

www.museuafrobrasil.org.br

Assessoria de Imprensa : Central de Comunicação Atendimento : Claudia Alexandre (central@centraldecomunicacao.com.br); Paula Costa e Michela Gonçalves (comunicacao@museuafrobrasil.org.br)

Nenhum comentário: