segunda-feira, 1 de novembro de 2010

As Janelas de Salvador




"Caminhando te encontro fácil pela rua

E lhe vejo nos prédios e fachadas
Tu aberta mostras o sol, mostras a lua
Tu fechada, não me mostras nada...
~
Por ti vejo as pessoas sorrindo
A ilha ao longe no mar aberto

Um navio do recôncavo partindo

E embarcações no porto deserto...
~
Em ti a poesia que poeta declama
E em todas a ruas, um pouco de sua vida
Na noite a luz da lua te chama
E és por namorados dividida...
~

Em ti posto meus cotovelos admirado

Olhando o sol que está de partida
Ele parte sorrindo, porém exilado
E colorindo uma outra vida...
~
Às vezes és como primavera de flores

E vejo o meu amor em ti debruçada
Por ti passam mais de mil amores
Em vós muitos outros contos de fadas...
~

Janelas coloridas, são várias as tuas cores
Uma a uma neste tão belo Pelourinho
E tu estás nas ruas e nos corredores
Está em nossa casa, e na casa dos vizinhos...
~
São as janelas do carnaval em fevereiro

Onde ficas num cara a cara com o trio

Também és de São João, e do ano inteiro
Venezianas que me protegem do sol e do frio...
~
Por ti vejo a ondas quebrando no mar
Sou um aqui, um menino admirador
Em ti fico com meu amor a namorar
Nas velhas janelas de Salvador...
"

escrito por Marco Ramos

Salve...Salve Salvador ... 509 anos



Nenhum comentário: