terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Cordeiros.Profissionalização ou contradição no Carnaval ?


“Quem sou eu? Quem sou eu?
Fera ferida, fogo na batida eu sou

Bicho do mato, não mando recado
Tá pra nascer um sujeito, pra colar do meu lado...”

escrito por Léo ( Parangolé)

* Cordeiro : homem ou mulher que trabalha segurando uma corda para "supostamente" proteger os associados de um bloco carnavalesco pela quantia diária de R$26.20.

Patrícia Bernardes

Nenhum comentário: