terça-feira, 22 de setembro de 2009

Grafiteiros expõem na Galeria Solar Ferrão


Figuras, formas, cores, letras e mensagens espalhadas, geralmente, em vias públicas de Salvador estarão, a partir de hoje (18.09), na Galeria Solar Ferrão, na mostra de grafite MUROS. A exposição, promovida pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/IPAC), vai reunir painéis criados por 11 grafiteiros baianos: Afro, AC, Core, Denissena, Dimak, Fael 1º, Neuro, Peace, Rima, Sidoka Vandal e Sisma, todos engajados no circuito da arte urbana. Para acompanhar as intervenções, o Sistema de Som Perambulante do MINISTEREOPUBLICO – uma equipe de som de Salvador especializada em reggae, dub, ragga, dancehall e jungle, vai se apresentar, na abertura do evento.
Grafite ou grafito, do italiano graffiti, é o nome dado às inscrições feitas em paredes, desde o Império Romano. Hoje, considerada uma forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, a prática continua ganhando notoriedade, sobretudo nos grandes centros. MUROS pretende promover um contato entre esse movimento de interferência urbana e o Pelourinho - um patrimônio tombado pela UNESCO. “Com isso, pretendemos estimular para que o espectador possa fruir de uma estética presente no nosso cotidiano, mas que, muitas vezes, passa desapercebida aos nossos olhos por estar inserida no confuso e caótico contexto visual urbano”, diz Daniel Rangel, diretor de Museus do IPAC e curador da mostra, junto com Anderson Cunha, o AC. “Com artistas de diversas gerações e estilos, esta mostra traz um panorama do que vem sendo realizado nas ruas de Salvador desde a década de 90. Apesar da marcada influência do grafite nova-iorquino, eles permanecem convictos de sua baianidade e imprimem sem clichês seus trabalhos em muros do Brasil e do mundo. E é isso que vamos levar pra galeria”, garante Cunha.
Visitação - De terça a sexta, de 10h às 18h. Finais de semana e feriados, das 13h às 17h Realização: Dimus/IPAC

fonte: Salvador Acontece

Nenhum comentário: