terça-feira, 29 de setembro de 2009

OUTUBRO é ROSA


Surgido há mais de dez anos nas cidades de Yuba e Lodi, na Califórnia, o Outubro Rosa foi o mês escolhido para a luta contra o câncer de mama, um esforço mundial para conscientizar e mobilizar a sociedade para o combate à doença. Desde então, vários outros países vêm aderindo ao movimento. No Brasil, durante todo o mês, diversos eventos vão colorir de cor-de-rosa importantes pontos do país para alertar a população sobre a importância da mamografia periódica para todas as mulheres com mais de 40 anos e do diagnóstico precoce, ressaltando que o exame mamográfico é o melhor meio para detectar tumores ainda em fase inicial, possibilitando a cura em até 95% dos casos.

Queremos conscientizar cada vez mais pessoas sobre os alarmantes números da doença, lembrando que nem todo câncer de mama é igual e que até para os mais agressivos existe tratamento. Para isso, vamos iluminar monumentos como o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, lojas como as da Rua Oscar Freire, em São Paulo, escritórios e restaurantes, decorar casas e enfeitar carros. Participe! Além dos eventos, que podem ser conferidos na nossa agenda saiba o que você pode fazer para entrar nessa luta. O seu engajamento é fundamental. Somente unidos vamos conseguir vencer o câncer de mama.

Como participar
Para aderir ao movimento, basta promover ações que marquem outubro como o mês da luta contra o câncer de mama. Engaje-se, use a criatividade e participe! Envolva sua cidade, sua empresa, a família e os amigos. Qualquer ação é bem-vinda, mas deve estar sempre acompanhada da informação sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama. Saiba como você pode fazer a diferença.

Órgãos públicos, empresas e outras instituições
- Ilumine em tons cor-de-rosa prédios, praças, monumentos, lojas e escritórios;
- Pinte muros, calçadas, meio-fio, faixas de segurança;
- Coloque banners ou laços cor-de-rosa em fachadas, sacadas, janelas;
- Adapte seu site com a inserção de banner do Outubro Rosa ou do laço cor-de-rosa;
- Envolva funcionários e colaboradores, com palestras, distribuição de material informativo, e sugira a eles para que usem detalhes cor-de-rosa nas roupas.

Escolas, associações comunitárias, postos de saúde
- Organize oficinas e palestras sobre o autocuidado com a saúde e sobre a saúde da mama para pais e familiares dos alunos;
- Realize uma oficina de pintura de muros e/ou painéis na cor rosa ou reproduzindo o laço cor-de-rosa (em versões dos estudantes) com os alunos;
- Sugira aos alunos trabalhos de pesquisa na internet sobre câncer de mama (e outros), cuidados com a saúde, Outubro Rosa, etc.;
- Sensibilize pais e mães de alunos, familiares e professores.
- Distribua rosas a suas funcionárias em um dia de outubro;
- Troque os copinhos de plástico branco por cor-de-rosa por um dia, uma semana ou durante todo o mês, e faça o mesmo com os guardanapos.

Escolas, associações comunitárias, postos de saúde
- Organize oficinas e palestras sobre o autocuidado com a saúde e sobre a saúde da mama para pais e familiares dos alunos;
- Realize uma oficina de pintura de muros e/ou painéis na cor rosa ou reproduzindo o laço cor-de-rosa (em versões dos estudantes) com os alunos;
- Sugira aos alunos trabalhos de pesquisa na internet sobre câncer de mama (e outros), cuidados com a saúde, Outubro Rosa, etc.;
- Sensibilize pais e mães de alunos, familiares e professores.

Organizações sociais
- Adapte seu site com a inserção de banner do Outubro Rosa ou do laço cor-de-rosa;
- Realize parcerias com as organizações e grupos de apoio à saúde da mama em ações de sensibilização pública;
- Envolva voluntários em ações de sensibilização da comunidade e, especialmente, das mulheres para a importância do autocuidado e dos exames para detecção precoce do câncer de mama.

Você
- Pendure panos, faixas ou um laço cor-derosa em sua fachada, sacada, janelas;
- Prepare um jantar para seus amigos e coloque à mesa toalha e guardanapos cor-de-rosa;
- Enfeite seu carro com fitas cor-de-rosa na antena, no retrovisor ou no chaveiro;
- Vista-se de cor-de-rosa, crie um detalhe no seu figurino, um lenço, uma fita ou um cachecol amarrado à bolsa ou à mochila;
- Use e abuse do rosa no seu site, blog, Twitter, Orkut ou Facebook;
- Fale com outras pessoas sobre a importância do autocuidado e da detecção precoce do câncer de mama;
- Se você tem tempo disponível, contribua, seja voluntária da causa ao lado de entidades e grupos de apoio à saúde da mama.

O que é Femama?


escrito por: Maira Caleffi , presidente da Femama.


Ampliar o acesso à informação, garantir a qualidade das mamografias, reduzir o tempo entre o diagnóstico e o início do tratamento adequado e unir esforços em prol de uma política nacional contra o câncer de mama - envolvendo governo, classe médica e população em geral - são as lutas travadas pela Femama

Criada em 22 de julho de 2006 durante o seminário “Visão de Futuro 2006-2015” - parte do projeto Te Toca Brasil, realizado na cidade de São Paulo - a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) surgiu da necessidade premente de construir uma base comum de articulação entre o terceiro setor, organizações de saúde pública e suplementar, sociedades médicas e o governo em torno da saúde da mama.

Hoje, quase três anos depois, a Femama mobiliza 27 instituições filantrópicas, em 16 Estados brasileiros. Sua luta é focada na conscientização da importância do diagnóstico precoce, com as seguintes prioridades: 100% de certificado de qualidade para prestadores de serviço do SUS; 75% de cobertura mamográfica; e tempo máximo de 30 dias entre o diagnóstico e o início do tratamento.

Para a mastologista Maira Caleffi , presidente da Femama, todas as ações da federação visam oferecer mais informação e mobilização para que as pacientes de câncer de mama tenham acesso de qualidade à mamografia e ao tratamento. “Quanto mais cedo elas chegarem ao diagnóstico, maiores serão as chances de cura”, explica. A Femama ainda é jovem, mas já tem conquistas, frutos e resultados importantes.

Conheça o associado da Femama na sua cidade ou Estado e entre na luta contra o câncer de mama!

Cuidar da alimentação previne obesidade e câncer


A obesidade tem suas raízes no sedentarismo e nos maus hábitos alimentares típicos da vida moderna. Até aí nenhuma novidade. E a solução contra esse mal, como todos também sabem, é praticar exercícios e escolher muito bem o que se come, resistindo às tentações que estão em toda parte. Nem sempre é fácil, mas, na busca de motivações para manter a saúde, talvez ajude saber que se manter magra e saudável diminui não só o risco de doenças cardiovasculares, mas também de alguns tipos câncer, entre eles o de mama.

O tecido adiposo não é apenas um conjunto de células destinadas a acumular gordura. Ele também se comporta como uma glândula e, como tal, produz hormônios sexuais, como o estrógeno, normalmente em pequenas quantidades. Quando a pessoa engorda, essa produção aumenta na mesma medida. E excesso desses hormônios na corrente sanguínea predispõe ao aparecimento de tumores de mama e de endométrio (parede interna do útero).


ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL
Vale lembrar que mudar os hábitos alimentares também ajuda a prevenir diversos outros tipos de câncer. Cerca de 30% dos principais tipos de tumor poderiam ser evitados dessa forma, segundo o nutricionista Fábio da Silva Gomes, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e analista de programas para controle de câncer do Instituto Nacional de Câncer (Inca).

A receita inclui reduzir a ingestão de gordura, açúcar e carboidratos em geral, abusar de frutas e hortaliças sem amido (não valem batata e mandioca, por exemplo). Limite o consumo de carne vermelha a um ou dois dias por semana e sempre prefira as assadas ou cozidas. Grãos e cereais são muito bem-vindos, desde que bem armazenados, porque a umidade favorece o crescimento de fungos, que podem causar doenças.


DICAS PARA UMA ALIMENTAÇÃO EQUILIBRADA

Menos açúcar e carboidratos, e a recompensa na balança
Reduza o consumo de alimentos muito energéticos, como biscoitos, doces, bebidas açucaradas e todo tipo de fast food.

Frutas e hortaliças protegem
Consuma pelo menos cinco porções (o equivalente a 400 gramas) de frutas e hortaliças sem amido (ou seja, batata, mandioca e outros tubérculos não valem). Esses alimentos oferecem proteção contra agentes cancerígenos e inibem o crescimento de células precursoras de câncer.

Pouca carne vermelha, melhor assada ou cozida
Limite o consumo de carne vermelha (no máximo 500 gramas por semana) e também evite carnes processadas ou salgadas (o que inclui os embutidos e defumados). Esses produtos contêm nitritos e nitratos, que podem dar origem a outros compostos com potencial cancerígeno. Além disso, o sal em excesso pode causar danos às mucosas. Prefira carnes assadas ou cozidas. As carnes “na chapa”, como o churrasco, costumam conter alcatrão e outras substâncias que aumentam o risco de câncer.

Muitos grãos e cereais, desde que bem armazenados
Abuse dos grãos e cereais, mas cuidado com sua conservação. A umidade favorece o crescimento de fungos, que produzem substâncias que podem causar diversas doenças.

fonte:http://www.mulherconsciente.com.br/Viva-Bem/detalhe.aspx?id=24

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Frustrações : A escolha é sua.

Sigmund Freud, o pai da psicanálise, costumava dizer que nada do que diga respeito aos seres humanos deveria nos causar estranheza. Seu recado, muito lógico, é que não deveríamos nos surpreender, nem nos desesperar, com choques que fazem parte da vida, como a morte de um parente querido, por exemplo. Evidentemente, qualquer pessoa sensível continua sofrendo por causa de fatos desse tipo. Mas será que, além da dor inevitável, também temos de nos sentir frustrados por não conseguir mudar a realidade? A questão se coloca com freqüência em nosso dia-a-dia no trabalho. Quer a gente queira ou não, sempre existirão momentos de frustração na vida profissional de todas as pessoas — e esses momentos não serão poucos.

Não é preciso que sejam acontecimentos de grande impacto, como uma demissão ou a falência da empresa na qual você depositava os seus sonhos de uma carreira de sucesso. São os fatos corriqueiros, na verdade, os que mais geram momentos de frustração. Você pode discordar de uma ordem do seu chefe; descobrir que aquele aumento prometido não veio; perceber que se apossaram de uma ótima idéia que você teve; não conseguir fechar um contrato importante; perder um bom cliente; ter seu projeto reprovado; atrasar-se para um almoço de negócios e levar uma dura; ter de abaixar a cabeça por alguma razão. Todas essas coisas, tão comuns na vida de qualquer profissional, são capazes de dar uma senhora desanimada na pessoa. “O sentimento predominante da frustração é o de impotência, de incapacidade”, afirma o analista junguiano Luciano Colella, com consultório em São Paulo. “O indivíduo sente aquele fato como uma derrota pessoal e isso mexe com sua auto-estima. Ele pode começar a achar que é menos do que imagina, que não tem tanta capacidade quanto pensava.”

O impacto que esses acontecimentos negativos têm em nossa vida depende da forma como os encaramos. A cada experiência ou estímulo atribuímos um significado e, conseqüentemente, temos uma interpretação mental. Uma demissão, por exemplo, é uma experiência chocante. Se dermos a ela um significado catastrófico, nossa vivência desse fato também será catastrófica.

fonte:VOCÊ S. A

5 dicas para controlar a ansiedade

escrito por Adriana de Araújo (psicóloga clínica)

A ansiedade é um estado caracterizado por medo, apreensão, mal-estar, desconforto, insegurança, estranheza do ambiente ou de si mesmo e, muito freqüentemente, pela sensação de que algo desagradável está para acontecer. Além dos medicamentos convencionais, existem algumas alternativas naturais que podem nos ajudar a controlar a ansiedade. É sobre elas que vamos falar.

1) A forma mais comum de tratar a ansiedade é a prática de exercícios físicos. Praticar exercícios físicos ajuda a lidar com estados de ansiedade porque eleva a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer. Essa alternativa costuma funcionar dependendo da disposição da pessoa, uma vez que nem todo mundo gosta de praticar exercícios.
Caminhar três vezes por semana, por pelo menos meia hora, já pode ajudar a lidar com a ansiedade. O momento da caminhada, além de ser um exercício para o corpo, também pode ser aproveitado para trabalhar a mente, sob a forma da meditação ativa. Quando você anda, pensa. A caminhada de meia hora é um movimento repetitivo e você acaba pensando nos pontos geradores de ansiedade que precisa trabalhar;

2) Pessoas com tendência a ansiedade precisam reduzir o seu estresse diário. Para as que ficam estressadas com mais facilidade recomendo sessões de massagem e acupuntura regulares, além de ioga e meditação. Muitos pacientes com ansiedade se beneficiam também de tratamentos alternativos como a homeopatia e o uso de florais de Bach. A ioga oferece ao praticante a possibilidade de aprender a controlar sua mente e seu corpo. Este controle, que é obtido através de uma combinação de técnicas respiratórias, corporais e de meditação. Tem como resultados o aumento da flexibilidade, fortalecimento dos músculos, aumento de vitalidade e maior controle sobre o estresse. Além da ioga, outra alternativa de controle da ansiedade são as massagens. Se tiverem uma abordagem mais oriental, buscando o equilíbrio emocional, melhor;

3) Para reduzir as reações do sistema nervoso autônomo, devemos fazer o controle da respiração. Isto pode ser feito compassando a respiração e inspirando lentamente pelo nariz, com a boca fechada. Ao inspirar deixar o abdome expandir-se, ou seja, estufar a barriga e não o peito. Depois, expirar lentamente, expelindo o ar pela boca. Isto pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer hora. Além disso, quando você estiver em um ambiente silencioso e com possibilidade de ficar deitado, use uma técnica de relaxamento. O relaxamento combinado com a respiração diafragmática, certamente, reduzirá a respiração ofegante, a taquicardia e o tremor;

4) Em situações de ansiedade que se estendem por longos períodos, recomenda-se que a pessoa evite os pensamentos negativos ou catastróficos. Deve-se tentar dimensionar a gravidade da situação, questionando a si mesmo se existe uma forma alternativa de análise, se estamos superestimando o grau de responsabilidade que temos nos fatos ou se estamos subestimando o grau de controle que podemos ter. Uma vez avaliada a situação, devemos substituir os pensamentos sobre o evento temido, principalmente, os negativos por outros pensamentos. Sempre que um pensamento negativo se iniciar, devesse substituí-lo por outro pensamento qualquer, preferencialmente, agradável. Isto certamente não é fácil de ser feito, mas é possível e trata-se de um aspecto importante, pois os pensamentos e as falas negativas agravam a situação, intensificando as respostas autonômicas, como o mal-estar e o descontrole respiratório;

5) Para controlar a ansiedade, podemos ingerir alimentos que sejam fonte de triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, como a banana e o chocolate, de forma moderada, para não ganhar peso. Outra possibilidade é ingerir o triptofano em cápsulas, junto com vitamina B6 e magnésio. Outros aminoácidos que podem ajudar são a taurina e a glutamina. Eles aumentam a disponibilidade de um neurotransmissor chamado GABA, que o organismo usa para controlar fisiologicamente a ansiedade. Eles também podem ser ingeridos em cápsulas, mas apenas com a orientação de um médico especialista. Existem ainda os chás. A maioria possui substâncias que funcionam como sedativos suaves e podem ajudar no controle da ansiedade diária. As plantas mais conhecidas e estudadas com essa ação são a passiflora, a melissa a camomila e a valeriana.

Além de adoçar, o mel combate infecções e melhora a digestão


Quando a tosse incomoda, você logo apela para umas colheradas de mel. Mas as propriedades deste líquido açucarado vão muito além do combate à gripe e a problemas respiratórios, segundo a nutricionista Flávia Morais, da rede Mundo Verde. "Além de adoçar os alimentos, o mel é fonte de muitos nutrientes. Por isso, é um ótimo substituto para açúcar", afirma a especialista. "Trata-se de um alimento de alta qualidade e energético. Fonte de flavonóides, proteínas, ácidos, vitaminas e enzimas tem ação imunológica, analgésica, anti-bactericida, antiinflamatória e funciona como laxante natural".

E será que você tem tirado proveito de tudo isso da melhor maneira? Confira a seguir algumas dicas e deixe sua dieta mais saborosa e nutritiva.

Dor de garganta
Quando o pigarro incomoda e fica difícil, não demore a tomar umas colheradas de mel. A nutricionista do Mundo Verde afirma que ele contém substâncias como a inibina, de ação bactericida. "Ela impede o crescimento de bactérias que causam problemas respiratórios e de garganta, além de ter ação antifúngica", diz.

Mais saudável do que o açúcar
O açúcar branco é fonte de calorias (avaliação de peso) vazias e não oferece nenhum nutriente ao organismo, além da glicose. Já o mel é fonte de fitoquímicos, vitaminas e minerais, ou sejam ele adoça e nutre ao mesmo tempo.

Mel no microondas
O mel não pode ir ao microondas. Segundo a nutricionista, se ele for aquecido acima de 40º C, ele perde seu potencial nutritivo. Caso a bebida cristalize, coloque em banho-maria ou sob o sol para torná-lo líquido novamente.

Duas colheres bastam
Para usufruir de todos os benéficos do mel, não precisa exagerar. Duas colheres de sobremesa, ao dia, são suficientes. As crianças a partir de um ano podem consumir o alimento sem risco de alergia.

Digestão mais potente
O mel tem função pré-biótica, favorecendo o crescimento da microbiota intestinal. Isso melhora o funcionamento do intestino e a absorção de nutrientes.

Cobertura para torradas
Indo ao forno, o mel perde suas propriedades nutricionais. Então, em vez de usá-lo nas receitas, pense no alimento como substituto do açúcar na hora de adoçar chás. Frutas, torradas, pães e tapiocas também ficam uma delícia com algumas gotas de mel acompanhando.

O mel e as cáries
Apesar da ação de combate às bactérias, o mel pode servir de alimento para os microorganismos que causam a cárie (como acontece com qualquer alimento fonte de carboidratos).

Diabetes, um risco
O mel é fonte de carboidratos simples e de alto índice glicêmico, portanto pessoas com diabetes devem evitá-lo (sob o risco de descontrolar as taxas de açúcar no sangue). Mas ele é mais bem aceito pelo organismo do que o açúcar. "Isso porque 40% da composição do mel é frutose, o açúcar natural das frutas, bem menos prejudicial", afirma a nutricionista Vivian Goldberger, do Emagrecentro

Coração saudável
A nutricionista do Mundo Verde cita um estudo recente, que aponta o mel como um agente que protege o organismo contra a doença coronária. "Entretanto o uso deve ser moderado para evitar a obesidade", ressalta Flávia. "O mel tem o poder de revitalizar artérias e veias, reduz os níveis de colesterol sanguíneo pelo seu poder antioxidante", a especialista do Emagrecentro.

fonte: Site Minha Vida

domingo, 27 de setembro de 2009

“Por isso, renunciai à mentira. Fale cada um a seu próximo a verdade...” (Efésios 4,25)

escrito por:Suely Pavan, psicóloga CRP 06/10220. (SP)



Há um fantasma que assola a vida de muita gente, ele se chama: Medo de ser traído. Não é o fato da traição em si, mas o medo de que um dia a traição bata à porta. É uma fantasia que persegue e tira o sono de muitos homens e mulheres de toda e qualquer idade. Com este sentimento na cabeça a vida ganha um outro foco: cuidar do que o outro está fazendo, e muitas vezes enxergar cenas de traição em lugares inexistentes. A pessoa desfoca de si mesma e sua atenção fica totalmente focada no outro. Ela por longos períodos do dia se esquece de si. O ciumento obsessivo, por exemplo, vê a traição em qualquer lugar. Esquece que para trair é preciso certa disponibilidade de tempo. Há de se ter tempo para o (a) amante, para encontrá-lo (a) na clandestinidade do dia. Sim, preferencialmente do dia. Já que raramente a alforria de um dos pares que compõe um casal ocorrerá à noite. A racionalidade diz que para amar é preciso liberdade, e que o amor só perdurará nela. Os pássaros voltam às nossas mãos quando a deixamos abertas! Fácil falar isto! Porém, para aqueles que sofrem do medo da traição a racionalidade não funciona. O medo de ser traído é irracional. Assim como muitos têm medo de assistir a um filme de terror, embora saibam que o sangue é feito de “ketchup” e as cenas ensaiadas, outros tem medo de ser assaltados ou vítimas de seqüestros, embora nunca tenha sofrido nenhum mal estar deste tipo. A verdade é que medo é medo! E como lidar com o medo? A receita é ao mesmo tempo simples e muito difícil de ser praticada: Medo a gente enfrenta! Quando se tem medo de dirigir é preciso contratar um profissional que nos auxilie a perder o medo. Demora, mas um dia o medo vai embora. Sentir medo por si só já é um exercício solitário. Ele vive na nossa imaginação e tem o poder de fantasiar as piores cenas. Lidar com o medo, e claro isto dependerá de seu tamanho, requer ajuda profissional sim senhor. É um processo longo como tudo na vida. O medo de ser traído não apareceu de repente, e de uma hora para outra na cabeça de ninguém. Ele tem a ver com experiências anteriores de perda. Até a morte de alguém querido é entendida por algumas pessoas como uma traição. Quantas vezes na minha vida profissional eu já ouvi: Ele(a) me traiu porque morreu e me deixou abandonada(o)! O medo de ser traído é um reviver algo muito dolorido. Portanto, é preciso ir ao âmago da questão. Já que se o medo não for visto em sua causa original ele poderá se manifestar através de outros sintomas, até somáticos. Medo é medo, a mais primária emoção humana! Serviu por muito tempo para nos precaver de vários perigos. O medo do “bem”, digamos assim, é chamado de prudência. Quando sentimos medo nossa parte animal prevalece e temos duas reações ancestrais: ou paralisamos ou corremos. No medo da traição ocorre a mesma coisa. No processo de paralisação a tendência é vivenciar fantasias de traição, comentar com pouca gente e preferencialmente com pessoas que partilhem do mesmo medo. Neste caso não há uma checagem com relação aos fatos. A pessoa fica obcecada. Faz mil e um tratamentos para ficar bonita e desta forma acredita que nunca será traída, por exemplo. Acha que a beleza garantirá que o outro não lhe traia. Ou então tenta se enquadrar a todas as expectativas alheias assumindo comportamentos submissos: nunca pergunta nada, por receio de ser cobradora ou cobrador; fingi que não enxerga ou justifica o comportamento do outro, quando evidências de traição estão bem à frente de seu nariz; etc. Enfim, não coloca nunca as cartas na mesa. Todo e qualquer relacionamento depende de contratos e negociações constantes, e isto é feito através de conversas. Os seres humanos se relacionam conversando tranquilamente, sem esta coisa idiota da mídia de “discutir a relação”!. Não se discute a relação, se vive uma relação através de conversas. O sexo não sacia todas as necessidades humanas. Só conversando que a gente se entende! Embora o medo da traição abarque todo e qualquer tipo de relacionamento, focarei aqui a relação entre casais. Hoje em dia as formas de se relacionar são variadas. E traição é o tipo de assunto que deverá ser abordado claramente no contrato entre um casal. Não adianta ficar imaginando coisas, é preciso conversar sobre elas. Um casal pode optar, por exemplo, em manter um relacionamento aberto no qual cada um tem o direito de ter quando quiser outro ou outros parceiros. Tudo aberto e claro! Outros podem optar pela fidelidade, mas isto também deverá ser conversado e acordado. De nada adianta, por exemplo, um homem dizer à sua mulher: Eu gosto de variar! E ela achar que este homem irá mudar, só porque ela assim o deseja. Isto é ilusão! Cada casal tem a sua marca registrada, o seu jeito particular de funcionar, e a ninguém compete julgar se ambos estão certos ou errados. O mesmo se dá nas relações com os filhos, amigos, etc. Claro, que para tudo há uma conseqüência. Se o pacto do casal é a fidelidade, talvez o outro não tolere ou perdoe uma traição, mesmo que eventual. Isto poderá ser negociado, mas dependerá do casal. Em matéria de relacionamentos não há uma cartilha a seguir. Perguntas do tipo: E se ele (a) me trair o que faço? Não podem ser respondidas por uma manual ou num fórum na internet. Cada um é dono de suas escolhas. Perdoar uma traição e passar o resto da vida com medo de ser traído novamente nem sempre vale a pena. Restringe a própria vida, quem assim age. A segunda reação ao medo é o correr. Quem corre do medo de ser traído, poderá negar este medo dizendo, por exemplo: Eu não sinto e nem nunca senti ciúmes! Ciúmes é um sentimento normal do ser humano. A palavra significa etimologicamente zelo. Não confundir com o ciúme obsessivo ou patológico! Acho interessante como muitas pessoas julgam aqueles que têm medo de ser traído dizendo que estas pessoas são possessivas. Sim, quem não é possessivo que atire a primeira pedra! Temos medo de que nosso lindo carro seja roubado. Temos medo de emprestar aquele vestido novo para uma amiga. Temos medo de perder o emprego, mesmo tendo um chefe insuportável. Temos medo que a empregada quebre aquele bibelô horrível que compramos em uma viagem. Mas achamos que o outro não deve ter medo de ser traído, pois isto expressa posse! Baita contradição. Concordo que não temos o poder sobre ninguém, e nem sequer controlamos as ações das outras pessoas sejam elas nossos filhos, amigos ou parceiros, mas esperar que o outro não zele (sinta ciúmes!) é muito para a cabeça. Seres humanos são possessivos, ou melhor, cuidam daquilo que é deles, incluindo coisas e os relacionamentos com os outros. Isto se chama capacidade de formas e manter vínculos. Lembrei agora de uma entrevista que assisti há algum tempo no programa do Jô Soares. No programa Regina Navarro Lins era a entrevistada, e falava sobre a nova edição de seu livro “Com a cama na Varanda”, que continha ingredientes sobre o amor moderno: bissexualidade, poliamor...Enquanto ela discursava sobre o não apego no amor na modernidade, e a pouca importância que hoje se dá à traição, comprovada segundo ela através de pesquisas científicas,o Jô Soares fazia uma cara de poucos amigos. De repente ele num relance pergunta à sua platéia: Quem aqui não se importaria de ser traído levante a mão? A platéia emudecida não levantou a mão. Apenas um rapaz a levantou e disse não se importar com traição, pois não gostava de se apegar a ninguém! Posso concluir pela minha experiência profissional como psicóloga e usando a platéia do Jô Soares como amostra, que pouca gente está preparada para ser traída aqui no Brasil, pelo menos. Porém, ter medo e ser assombrado por uma traição requer medidas de ajuda profissional, sem a menor sombra de dúvida. Já que o sofrimento envolvido neste tipo de sintoma é grande. Além disto, é preciso ficar atento a fim de verificar os dados reais. Embora não seja adepta de "dicas" , vou sugerir algumas medidas aos que sofrem com o medo da traição:
Conversar abertamente sobre o assunto com o (a) parceiro (a). Estabelecer um contrato para ambos: Trairemos? Não trairemos? Se contratarem, não trair, lembre-se que “pisar na bola” é infringir a confiança estabelecida.
Respeitar os seus próprios limites. Primeiro saber quais são. Não se iludir com aquilo que está em revistas, e até em livros. Siga a sua percepção, amor-próprio e respeite a si mesmo.
Cuidar de si mesmo. Tenha os seus próprios interesses. Busque ser interessante para si, antes de ser para os outros. O outro ou outra não é um pedaço de você, por mais romântico que isto possa parecer!
Não aceite desculpas esfarrapadas e constantes. Quem trai precisa de horário para trair!
Há uma mudança de comportamento no traidor. Mulheres são mais perceptivas para estes sinais. Homens nem tanto, apesar do número de mulheres que traem ser hoje quase igual ao dos homens.
Beleza e sexo não são tudo. Ninguém trai a mulher que tem afinidade apenas por uma “gostosa”. Há muito a perder nesta questão chamada “afinidade”, só um ser visivelmente e compulsivamente imaturo faz isto. Don juanismo denota imaturidade afetiva.
Ninguém trai devido ao outro, a não ser por vingança! Portanto, menos culpa e mais amor próprio. Quem trai por vingança também não teve lá muita habilidade em conversar abertamente com o outro sobre o assunto!
Confiar não significa ser cego! Atenção, atenção e atenção. Se você é apenas atento não ficará obcecado tentando descobrir o que o outro está fazendo quando não está com você.Lembre-se que ilusões são nuvens de fumaça à nossa frente e que distorcem a realidade. Mais pé no chão! A verdade é na maioria das vezes libertadora, não traia a si mesmo!

Nutrição - 50 dias para emagrecer de uma vez!


Travando uma verdadeira batalha contra os quilinhos extras?

Calma, a gente ajuda! Confira a seguir dicas espertas para manter a linha - e sair vitoriosa.

1 Não consegue viver sem o pão francês? A dica é moderar no consumo, e extrair o miolo. Com essa medida simples, você elimina 40 calorias.

2 E, já que estamos falando em pão, aí vai outro truque. Experimente substituir a manteiga por algumas gotas de azeite de oliva. "Ele proporciona sensação de saciedade", garante Vanessa Leite, nutricionista (RS ).

3 Invista nas amêndoas! Um estudo do City of Hope National Medical Center, na Califórnia, revelou que oito unidades por dia aceleram o metabolismo e a perda de peso. Mas nada de extrapolar...

4 Sirva-se em um local, e coma em outro. "Mantendo-se afastada da mesa, você evita repetir a refeição por impulso", afirma Wanessa Santos, nutricionista da consultoria Sprim Brasil (SP ).

5 Teste seu paladar. "Uma das piores práticas de alimentação é mascarar o verdadeiro sabor dos alimentos, adicionando, por exemplo, açúcar ao suco natural, ou exagerando no molho da salada. Além de aumentar o valor calórico, a gente perde a noção do que está comendo", explica Rejane Sbrissa, psicóloga cognitiva (SP ).

6 Agora que a temperatura começa a subir, abuse dos picolés de fruta, que são saudáveis, gostosos e pouco calóricos. Os sorvetes de massa exigem mais cautela: podem ter o dobro de calorias.

7 Experimente refogar os alimentos com água, em vez de óleo. Parece bobagem, mas essa substituição pode eliminar até 100 calorias da sua receita.

8 Fuja das frituras. Porém, quando isso não for possível, retire o excesso de gordura do alimento frito com o auxílio de um guardanapo. A prática enxuga mais de 50 calorias.

9 Enjoou de gelatina como sobremesa? Que tal incrementar, preparando uma mousse diferente? É só bater um copo de iogurte desnatado e a mesma quantidade de gelatina diet pronta.

10 Não vá às compras com fome. Nessa situação, ficamos mais vulneráveis a escolher com os olhos, e não com a razão. E a encher o carrinho além do necessário.

11 Não adianta tentar compensar os exageros do fim de semana comendo apenas salada na segunda-feira. "Além de deixar o corpo sem energia para a prática de atividade física, a falta de outros nutrientes desacelera o metabolismo, o que faz com que a perda de peso seja, também, mais lenta. Outro fator é que, em casos assim, há maior risco de se perder massa muscular", alerta Tanise Amon, nutricionista clínica do Instituto de Metabolismo e Nutrição (SP ). Há outras formas de tentar reverter o prejuízo: aumente um dia na rotina de exercícios, ou acrescente 15 minutos aos dias nos quais você já pratica.

12 Apesar de supersaudáveis, os sucos naturais podem ser bem calóricos, e preocupar quem faz uma dieta mais rígida. No entanto, a solução para esse problema é simples. Basta misturar o suco de uma laranja (por exemplo) a um copo de água filtrada. Está pronta a famosa laranjada que, além de gostosa, mantém boa parte do valor nutricional da fruta. "A redução pode chegar a 85 calorias por copo", conta Vanessa Leite. Muito melhor do que recorrer ao refrigerante light ou zero.

13 Outra boa opção são as águas aromatizadas, que você mesma pode preparar. A base é uma jarra com água bem gelada, com ou sem gás. Você pode adicionar gotas de limão, algumas colheres de suco de laranja ou maçã, raminhos de hortelã... Solte a criatividade!

14 As aparências enganam. Você sabia que até um prato de salada pode esconder muitas calorias? Nesses casos, os vilões são, quase sempre, os molhos à base de creme de leite ou maionese. Fique de olho!

15 Inove na hora de temperar a salada. Uma colher de sopa de iogurte desnatado com limão tem cerca de 20 calorias. O molho vinagrete, só 35. Já o azeite de oliva, que usamos rotineiramente (pasme!), 119 calorias.

16 O purê de batatas é um dos acompanhamentos preferidos dos brasileiros. No entanto, por ser um alimento pesado, seu consumo fica restrito. Então, que tal apostar na versão de abóbora? "A textura é a mesma do purê tradicional, porém, com a metade das calorias", ressalta Cristina Menna Barreto, nutricionista (SP ).

17 Resista à maionese. Esse alimento conta com uma porção generosa de gordura. Dê preferência à versão light e controle o consumo: no máximo, meia colher de sopa por dia.

18 Já ouviu falar nos alimentos de caloria "negativa"? "São aqueles que exigem que o corpo trabalhe muito para processá-los e, dessa forma, queimam mais calorias do que fornecem", esclarece a nutricionista Renata Del Roio (SP ). Algumas opções são: cenoura, brócolis, alface, abobrinha, cebola, beringela, mamão papaia e maçã.

19 Molho à base de iogurte é muito mais saudável. Experimente misturá-lo (versão light) ao caldo que sobrou do cozimento dos legumes. Adicione ervas e condimentos, à sua escolha, para dar aquele toque final.

20 Fracione as refeições. Esta dica ainda é muito valiosa. E sua função vai muito além de evitar os exageros nas refeições principais. "Esse hábito ativa o metabolismo, que tem de se manter em atividade constante para processar as várias ingestões diárias de alimentos. Outro benefício é que o corpo deixa de armazenar gorduras, pois entende que será reabastecido em pouco tempo", explica Renata Roio. O ideal é que sejam três refeições principais: café da manhã, almoço e jantar, e mais dois ou três lanchinhos, nos intervalos.

21 É fome, mesmo? Além da famosa gula, há outras sensações que podem ser confundidas com a necessidade de comer. A sede é uma delas. Às vezes, um bom copo de água dá conta do recado. E isso sem somar uma caloriazinha sequer. Não é bárbaro?!

fonte: Revista Corpo a Corpo

Pele limpa (e linda).Como?


Quando foi a sua última limpeza de pele? Se demorou para responder, é sinal de que passou da hora de visitar uma clínica de estética. Para ter certeza disso, da próxima vez em que se olhar no espelho, verifique se há descamação, comedões (cravos ou pontinhos pretos que infestam, principalmente, o nariz, o queixo e as bochechas) e grãos de millium, pontos brancos que adoram se acumular no contorno do queixo.

Alterações na cor da pele e espinhas também são indicativos de que você precisa de uma boa "faxina". "Quem tem acne deve repetir o cuidado uma vez por semana, aumentar para 15 dias se tiver apenas cravos, ou para 30 se a pele for livre de problemas", avisa a esteticista Nilza Bittencourt, da Clínica STAG Anti Aging (SP). Exagero? Não. Afinal, a pele acumula, ao longo do dia, resíduos de poluição, cigarro, maquiagem, suor, oleosidade...

É assim que se faz:

Antes de iniciar a limpeza, a esteticista deve avaliar a pele, os problemas que ela possui e as reclamações da dona, para decidir quais produtos usar. "A cliente também deve informar se está fazendo algum tratamento médico ou estético", avisa Nilza. Para acertar na escolha da esteticista, peça a indicação de uma amiga, confirme se a profissional é devidamente habilitada, e confira se ela segue esta rotina:

1 limpar

para remover gordura facial e sujeira, a limpeza é parecida com a feita em casa, já que usa demaquilante e sabonete neutro. o diferencial é o esfoliante: líquido, age mais profundamente e dispensa fricção

2 tonificar

A tonificação refresca, suaviza e estabiliza o ph natural da pele, preparando-a para receber o restante do tratamento. para tanto, é usado um tônico ou um adstringente. "o primeiro é mais indicado para quem tem pele seca ou sensível, já que é livre de álcool e contém substâncias calmantes e hidratantes; enquanto o segundo ajuda a fechar os poros e a remover o brilho da zona T das peles mistas e oleosas, por ser formulado com álcool de cereais", explica a dermatologista Adriana Vilarinho (Sp). Ambos os produtos são espalhados com algodão.

3 extrair

para retirar cravos e pústulas sem machucar ou provocar dor, são feitas compressas com solução emoliente, junto com vapor ou máscara térmica, durante 10 ou 15 minutos. A extração é feita com os dedos, envoltos em algodão, ou com um aparelho chamado extrator. Nos grãos de milium é preciso usar uma agulha descartável e fazer uma pequena abertura na pele. para finalizar, a esteticista lança mão de um aparelho de alta frequência, que fecha os poros e acelera a cicatrização de espinhas inflamadas.

4 massagear

Quando a pele é seca, desidratada ou normal, é feita uma massagem manual para estimular a microcirculação e a produção de sebo. mas quem tem acne deve receber uma drenagem linfática manual, para melhorar a circulação de maneira mais suave.

5 hidratar

A máscara é escolhida de acordo com a necessidade da pele: para acalmar, a melhor pedida costuma ser aquelas à base de azuleno e de extrato de camomila; para clarear, as que contêm ácidos; para hidratar, nutrir e revitalizar, alantoína, aloe vera, mel, vitaminas e e c; para purificar, argila. mas, seja qual for o tipo, o produto é espalhado no rosto todo, e age por 15 a 20 minutos.

6 proteger

A limpeza é finalizada com a aplicação de filtro solar de fator 30 - uma proteção alta, já que a pele ficará mais sensível depois de tanta manipulação. porém, no dia-a-dia, o FpS pode ser 20.


fonte: Revista Corpo a Corpo

Dia Mundial do Coração alerta a população para os perigos do sedentarismo


Hoje, 27 de setembro o mundo inteiro estará comemorando o Dia Mundial do Coração. Entre as principais causas de doenças cardíacas, como o infarto do miocárdio e a insuficiência cardíaca, estão a hipertensão arterial, o diabetes, a obesidade, o tabagismo e o sedentarismo. De acordo com dados do Ministério da Saúde, 31,5% dos óbitos no Brasil são provocados por problemas cardiovasculares, tornando-se a primeira causa de morte entre a população brasileira.

A hipertensão arterial e obesidade são consideradas duas das maiores vilãs da saúde do coração. Quando não controlada, a pressão arterial causa lesões na artéria aorta e provoca a sobrecarga do coração, que fica com o músculo mais rígido, aumenta de tamanho e fica inchado. Já o excesso de peso, principal causador da hipertensão, exige um esforço maior não só do coração, mas também de todo o sistema circulatório, sendo a principal causa do aumento da pressão arterial e podendo levar ao desenvolvimento de insuficiência cardíaca, ou seja, da diminuição da capacidade do coração de cumprir a sua função de bombear efetivamente o sangue, que corre por todo o corpo, alimentando órgãos e tecidos vitais.

Pessoas com hábitos de vida não saudáveis, como sedentarismo e o vício pelo cigarro, aumentam suas chances de desenvolver doenças cardíacas. Por isso, o cardiologista do MinhaVida, Expedito Ribeiro, salienta que o melhor tratamento para as doenças do coração é a prevenção relacionada diretamente à mudança de hábitos alimentares e de estilo de vida. "É preciso comer menos, não engordar, fazer exercício e fazer avaliação clínica periódica que leve a diagnóstico precoce", diz o médico.


fonte: http://msn.minhavida.com.br/conteudo/10207-Dia-Mundial-do-Coracao-alerta-a-populacao-para-os-perigos-do-sedentarismo.htm

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Primavera


A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. A inclinação do sol vai marcando outras sombras; e os habitantes da mata, essas criaturas naturais que ainda circulam pelo ar e pelo chão, começam a preparar sua vida para a primavera que chega.

Finos clarins que não ouvimos devem soar por dentro da terra, nesse mundo confidencial das raízes, — e arautos sutis acordarão as cores e os perfumes e a alegria de nascer, no espírito das flores.

Há bosques de rododendros que eram verdes e já estão todos cor-de-rosa, como os palácios de Jeipur. Vozes novas de passarinhos começam a ensaiar as árias tradicionais de sua nação. Pequenas borboletas brancas e amarelas apressam-se pelos ares, — e certamente conversam: mas tão baixinho que não se entende.

Oh! Primaveras distantes, depois do branco e deserto inverno, quando as amendoeiras inauguram suas flores, alegremente, e todos os olhos procuram pelo céu o primeiro raio de sol.

Esta é uma primavera diferente, com as matas intactas, as árvores cobertas de folhas, — e só os poetas, entre os humanos, sabem que uma Deusa chega, coroada de flores, com vestidos bordados de flores, com os braços carregados de flores, e vem dançar neste mundo cálido, de incessante luz.

Mas é certo que a primavera chega. É certo que a vida não se esquece, e a terra maternalmente se enfeita para as festas da sua perpetuação.

Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.

Enquanto há primavera, esta primavera natural, prestemos atenção ao sussurro dos passarinhos novos, que dão beijinhos para o ar azul. Escutemos estas vozes que andam nas árvores, caminhemos por estas estradas que ainda conservam seus sentimentos antigos: lentamente estão sendo tecidos os manacás roxos e brancos; e a eufórbia se vai tornando pulquérrima, em cada coroa vermelha que desdobra. Os casulos brancos das gardênias ainda estão sendo enrolados em redor do perfume. E flores agrestes acordam com suas roupas de chita multicor.

Tudo isto para brilhar um instante, apenas, para ser lançado ao vento, — por fidelidade à obscura semente, ao que vem, na rotação da eternidade. Saudemos a primavera, dona da vida — e efêmera.

Texto extraído do livro "Cecília Meireles - Obra em Prosa - Volume 1", Editora Nova Fronteira - Rio de Janeiro, 1998, pág. 366.

Exercícios para fazer na praia e manter a forma


Andar com água pela canela funciona como uma carga extra para a musculatura das pernas e quadris. A água ainda evita varizes.
Calorias queimadas: entre 350 e 450 calorias em uma hora de exercício.
Sugestão de prática: de 30 a 60 minutos de três a cinco vezes por semana.
Caminhar na areia dura tem o mesmo efeito que fazer esteira.
Ela ainda absorve impactos e não prejudica as articulações.

Calorias queimadas:
entre 250 e 450 em uma hora de exercício.
Sugestão de prática: no mínimo 30 minutos, de quatro a seis vezes por semana.
Andar na areia fofa gasta mais energia porque ela oferece mais resistência .
Calorias queimadas: entre 330 e 500 calorias em uma hora de exercício.
Sugestão de prática:
no mínimo 30 minutos, de três a cinco vezes por semana. Quando estiver condicionada, faça 45 ou 60 minutos.

O que é Caruru?


O caruru é um prato típico da culinária baiana, originalmente africano, utilizado como comida ritual do candomblé, provavelmente trazida para o Brasil pelos escravos africanos. Pode-se comer acompanhado de acarajé ou abará e de pedaços de carne (frango ou peixe).Segundo Guilherme Piso, que viveu em Pernambuco (1638-1644), o "caruru" é de origem indígena, e designava uma erva de uso medicinal e alimentício. No relato, em seu Historia Naturalis Brasiliae, o médico do conde Maurício de Nassau informa que "come-se este bredo (caruru) como legume e cozinha-se em lugar de espinafre...". Outro relato, em 1820, na Amazônia, por Von Martius, cita o "caruru-açu", durante uma refeição com os nativos, próximo ao rio Madeira, quando experimentou "um manjar de castanhas socadas com uma erva parecida com o espinafre...". Durante sua visita à África, em 1957, o Padre Vicente Ferreira Pires chamou de "caruru de galinha" a refeição em Daomé, revelando que o caruru já possuía influência afro, pelo uso do dendê, palmeira de origem africana.Originalmente, o caruru brasileiro era um refogado de ervas que servia para acompanhar outro prato (carne ou peixe). Mais africano que indígena, o caruru é feito com o quiabo, a pimenta-malagueta, camarão seco e dendê.
Modo de preparo: Doure, em 1/2 xícara de azeite-de-dendê, 1 cebola grande picada e dois dentes de alho picados. Adicione 1 kg de quiabo cortado em pedaços de 1 cm, suco de meio limão e um litro de caldo de galinha. À parte, aqueca 1/2 xícara de dendê e frite 1 frango picado (até dourar), temperado com sal, pimenta, cebola e alho picados e reserve. Quando o quiabo estiver macio, tempere com sal e pimenta-malagueta a gosto. Adicione acelga, bertália, almeirão, mostarda e espinafre, rasgados grosseiramente. Cozinhe em fogo baixo até que o quiabo comece a se desmanchar. Se necessário, adicione um pouco mais de caldo. Junte os pedaços de frango e e sirva em uma gamela de madeira. Rendimento: 6 porções.

fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre

DIA DA RESPONSABILIDADE SOCIAL - 5ª Edição

“Trabalhos Voluntários”

Dia: 26 de Setembro de 20098
Horário: 9h às 17h
Local:Parque da Cidade - Salvador - Ba

Atividades Oferecidas:

Orientações sobre Direitos Trabalhistas;
Orientações de Como Abrir seu Próprio Negócio;
Orientações sobre Direito do Consumidor;
Conscientização para os Perigos no Trânsito;
Distribuição Dicas de Segurança;
Oficina de Defesa Pessoal
Informações sobre o Estatuto do Idoso;
Atividades Diversas para Melhor Idade;
Campanha de Combate a Dengue;
Verificação de Pressão Arterial;
Aferição de Níveis de Açúcar no Sangue;
Importância da Higienização na Prevenção contra H1N1;
Orientações para o Planejamento Familiar;
DST / HIV;
Primeiros Socorros;
Avaliações Posturais;
Alongamento;
A importância da Atividade Física para a Promoção do Envelhecimento Saudável;
Avaliação ao Risco de Infarto “Coração”;
Orientação ao Pé Diabético;
Avaliação Nutricional;
Orientações para uma Alimentação Saudável;
Corte de Cabelo;
Massagem Corporal;
Acupuntura Auricular;
Higienização Facial;
Sobrancelhas;
Oficina de Dança de Salão;
Recreação com Crianças;
Oficina de Contos Infantis;
Oficina de Arte e Educação;
Aulão de Capoeira;

Núcleo de Extensão – FIB
Tel: 2107-8226/8225
Email: extensao@fib.br

Abertas inscrições para seleção do projeto 'Boca do Inferno'


Nos dias 28, 29 e 30 deste mês (das 10h às 12h e das 14h às 18h) será realizado em Salvador um workshop para selecionar os participantes baianos para o espetáculo de bonecos “Boca do Inferno”, nova montagem do grupo alemão Das Helmi. Durante o workshop serão escolhidos seis artistas entre atores, manipuladores de bonecos e músicos. Neste novo projeto, “Boca do Inferno”, o grupo alemão volta a capital baiana no intuito de investigar a obra de Gregório de Matos, desenvolvendo e concebendo o espetáculo junto com o elenco que parte de uma viagem imaginária ao futuro (nosso presente) do poeta barroco baiano Gregório de Matos, o “Boca do Inferno”. São gratuitas para o workshop/seleção, podem ser feitas através do envio do currículo e carta de motivação para o endereço eletrônico inscricoes: bocadoinferno@gmail.com. Os artistas selecionados serão remunerados para participar da montagem. A participação no workshop de seleção não é remunerada, e também não é previsto o reembolso de possíveis custos de viagens e estadia dos participantes.

fonte:www.jornaldamidia.com.br

Projeto “Credicard ao Vivo”


Atração: Capital Inicial
Show de Abertura: Pepeu Gomes e Banda Erê
Data: 27 de setembro
Horário: a partir das 18 horas
Local: Praça Castro Alves – Centro / Salvador - Bahia
Entrada: Franca

Reinaldo Nascimento abre Jardins do Éden


Ex vocalista do Terra Samba canta clássicos da MPB na noite de sexta-feira, 25 de setembro. Depois de voltar de uma turnê pela Europa, Reinaldo Nascimento apresenta o acústico "O Som do Mundo". Cantando MPB e clássicos do rock nacional e internacional, o músico faz uma apresentação mais intimista no próximo dia 25 de setembro, a partir das 22 horas, no Catussaba Resort. Tocando canções de Legião Urbana, Vanessa da Mata, Titãs, Eros Ramazzotti, Jorge Vercillo e Paralamas do Sucesso, os fãs das diversas regiões do Brasil vão conhecer um novo lado do Reinaldo. Ele cantará acompanhado de instrumentos de corda, percussão, contra baixo e violão. Este ano o artista, que completou 12 anos de carreira internacional, se prepara para um novo projeto que lançará no
verão.


fonte: Catussaba Resort

Curso voltado para profissionais da gastronomia difunde a culinária galega em Salvador


A Associação Caballeros de Santiago, em parceria com a Xunta de Galícia, reunirá chefs e consultores gastronômicos da capital baiana em torno da saborosa gastronomia galega. A partir do dia 21 até 27 de setembro, das 14h às 17h, a Caballeros promove mais uma edição do Curso de Culinária Galega. Ministrado pelo chef galego Alfredo Pereira, conhecido difusor da culinária e cultura galega pelo mundo, o curso revelará os segredos e sabores dos peixes, mariscos e massas características da comida do local.

A proposta da segunda versão do evento é voltada para os profissionais da área gastronômica. “A nossa intenção é torná-los profundos conhecedores de nossa culinária para que eles, em seus restaurantes, possam difundi-la ainda mais, aprimorando seus cardápios ou criando novas receitas”, explica Santiago Campo, presidente da Associação Cultural Caballeros de Santiago. Após uma semana de aulas práticas e teóricas desvendando os mistérios da gastronomia galega, os participantes também receberão um certificado. Com apoio da rede de delicatessens Perini, o Curso de Culinária Galega será realizado no Ateliê Perini, Pituba.

fonte: Salvador Acontece

Grafiteiros expõem na Galeria Solar Ferrão


Figuras, formas, cores, letras e mensagens espalhadas, geralmente, em vias públicas de Salvador estarão, a partir de hoje (18.09), na Galeria Solar Ferrão, na mostra de grafite MUROS. A exposição, promovida pela Diretoria de Museus do Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Dimus/IPAC), vai reunir painéis criados por 11 grafiteiros baianos: Afro, AC, Core, Denissena, Dimak, Fael 1º, Neuro, Peace, Rima, Sidoka Vandal e Sisma, todos engajados no circuito da arte urbana. Para acompanhar as intervenções, o Sistema de Som Perambulante do MINISTEREOPUBLICO – uma equipe de som de Salvador especializada em reggae, dub, ragga, dancehall e jungle, vai se apresentar, na abertura do evento.
Grafite ou grafito, do italiano graffiti, é o nome dado às inscrições feitas em paredes, desde o Império Romano. Hoje, considerada uma forma de expressão incluída no âmbito das artes visuais, a prática continua ganhando notoriedade, sobretudo nos grandes centros. MUROS pretende promover um contato entre esse movimento de interferência urbana e o Pelourinho - um patrimônio tombado pela UNESCO. “Com isso, pretendemos estimular para que o espectador possa fruir de uma estética presente no nosso cotidiano, mas que, muitas vezes, passa desapercebida aos nossos olhos por estar inserida no confuso e caótico contexto visual urbano”, diz Daniel Rangel, diretor de Museus do IPAC e curador da mostra, junto com Anderson Cunha, o AC. “Com artistas de diversas gerações e estilos, esta mostra traz um panorama do que vem sendo realizado nas ruas de Salvador desde a década de 90. Apesar da marcada influência do grafite nova-iorquino, eles permanecem convictos de sua baianidade e imprimem sem clichês seus trabalhos em muros do Brasil e do mundo. E é isso que vamos levar pra galeria”, garante Cunha.
Visitação - De terça a sexta, de 10h às 18h. Finais de semana e feriados, das 13h às 17h Realização: Dimus/IPAC

fonte: Salvador Acontece

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

em DUELO com seus OBJETIVOS?TENHA fé


Um soldado não vai para a batalha sem estar devidamente preparado, ou seja, ele veste sua armadura, prepara a sua arma, coloca seu capacete e vai.
(Isaías 59:17) - Pois vestiu-se de justiça, como de uma couraça, e pôs o capacete da salvação na sua cabeça, e por vestidura pôs sobre si vestes de vingança, e cobriu-se de zelo, como de um manto.
Prepare seus objetivos, planeje suas estratégias, abasteça-se dos recursos necessários, Pense no melhor mais se prepare para o pior. Lute o tempo que for necessário. Não abandone o seu alvo.
• O que você pretende conquistar.
• O que você considera vitória?
• O que seria uma derrota?
• Como chegar ao Objetivo?
• O que eu preciso para conseguir alcançar a minha vitória?
• Você está preparado para ter baixas? Ou seja, você pode não conseguir tudo, mais conseguir apenas parte do que deseja.
• Você está preparado para uma guerra longa ou apenas para pequenas batalhas.
Para vencer, para conquistar é necessário enfrentar seus desafios. E enfrentar significa que você terá que agir, isso mesmo você, não estou dizendo Deus. Muitos buscam na fé o descanso, ou seja, entregar tudo nas mãos de Deus. Claro que podemos contar com a mão poderosa de nosso senhor para nos defender. Porém, não devemos estar estáticos, parados, aguardando as nossas bênçãos sem se comprometer em buscá-las com o nosso próprio esforço.
(Êxodo 14:15) - Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.
• Existe o tempo de clamar e existe o tempo de agir. Até quando pedirás a Deus que faça algo para você, se cabe a você agir.
• Quando você para, esperando que Deus haja em sua vida. Deus para, esperando sua ação.
• Cada ação sua, corresponde a uma reação de Deus.
• Tem momentos na vida que a nossa maior ação e nada fazer. Mais isso depende da situação, porque dependendo da situação, o nada fazer é mais difícil do que agir. Exemplo: Calar para não discutir. Pois sem brasa o fogo se apaga. E a palavra com ira é brasa para o fogo da discussão.
SAIBA VENCER
Muitas vitórias podem se tornar derrotas. Veja alguns erros que podemos cometer ao vencer uma batalha.
• Não reconhecer que Deus é o provedor de tudo, inclusive das vitórias que temos.
• Tripudiar, zombar dos derrotados.
• Vencer pela carne sufocando o espírito que há em nós.
• Dar importância de mais ou de menos as vitórias.
• Achar-nos melhores do que outras pessoas, graças à nossas conquistas.

SAIBA PERDER.
Você não conseguirá vencer sempre, nem tudo que desejamos nos edifica. É preciso saber que Deus nos abstém de certas vitórias, pois elas poderiam se revelar em nossas vidas como grandes derrotas.
• Lembre-se na vida só vence quem luta.
• Para ser um vencedor é preciso lutar, às vezes muitas batalhas, algumas serão diárias.
• Na vida há muitas guerras a ser travada, vence quem está mais bem preparado.
• A maior e mais importante batalha é a salvação de nossa alma.
I Coríntius 9: 25 - E todo aquele que luta de tudo se abstém; eles o fazem para alcançar uma coroa corruptível; nós, porém, uma incorruptível. 26 Pois eu assim corro, não como a coisa incerta; assim combato, não como batendo no ar. 27 Antes subjugo o meu corpo, e o reduzo à servidão, para que, pregando aos outros, eu mesmo não venha de alguma maneira a ficar reprovado.
(II Timóteo 4:7) - Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.


"Meu Deus, me dê a Coragem"


( por Clarice Lispector)

Meu Deus, me dê a coragem
de viver trezentos e sessenta e cinco dias e noites,
todos vazios de Tua presença.
Me dê a coragem de considerar esse vazio
como uma plenitude.
Faça com que eu seja a Tua amante humilde,
entrelaçada a Ti em êxtase.
Faça com que eu possa falar
com este vazio tremendo
e receber como resposta
o amor materno que nutre e embala.
Faça com que eu tenha a coragem de Te amar,
sem odiar as Tuas ofensas à minha alma e ao meu corpo.
Faça com que a solidão não me destrua.
Faça com que minha solidão me sirva de companhia.
Faça com que eu tenha a coragem de me enfrentar.
Faça com que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.
Receba em teus braços
o meu pecado de pensar.

domingo, 13 de setembro de 2009

estou descansando da Net



Há momentos em que temos de passar por situações negativas.

As pessoas dizem algo negativo sobre nós, ou mostram rejeição ou mesmo ressentimento.

Em tais situações, pode ser difícil pensar positivamente e nós temos um instinto natural a reagir negativamente a isso.

No entanto, agir assim apenas irá agravar a situação, pois as pessoas podem se comportar ainda mais negativamente contra nós e nosso dia será preenchido com raiva e decepção e no final, ninguém sai ganhando.

Então, você precisa bater de frente com essas situações negativas, para nunca desanimar. Aqui estão 15 dicas sobre como fazê-lo;

Escolha as que você acha que vão funcionar para você:

  1. Nunca responda quando você estiver nervoso. Se não tiver certeza de que você não está de cabeça quente, não responda. Tome tempo para acalmar-se antes de tudo.
  2. Para se acalmar, respire fundo por alguns intantes.
  3. Fale em tom suave para reduzir a tensão da situação.
  4. Perceba que você pode encontrar oportunidades em situações negativas. Albert Einstein dizia: “No meio de toda dificuldade reside uma oportunidade.”
  5. Analise o que as pessoas dizem para você. Quem sabe você pode transformar uma crítica em algo positivo. Não rejeite, simplesmente, tudo que lhe disserem.
  6. Quanto ao resto das mensagens negativas, simplesmente ignore-as.
  7. Tenha uma visão positiva das pessoas. Talvez você não goste do que elas falam ou de seu comportamento, mas isso não significa que você deve odiá-las pessoalmente.
  8. Entenda que sentimentos negativos irão apenas prejudicar você, não os outros. Portanto, não há razão para você ter qualquer sentimento negativo.
  9. Se você cometer erros, admita-os.
  10. Se você cometer erros, lembre-se desta citação de George Bernard Shaw: “A vida gasta cometendo erros não só é mais honrada, mas mais útil do que uma vida gasta fazendo nada.”
  11. Se você puder, ouça um aúdio motivacional para alimentar pensamentos positivos em sua mente.
  12. Fale com amigos positivos que podem incentivá – lo.
  13. Lembre-se de suas frases favoritas para dar-lhe inspiração e motivação. Esta é uma das razões pelas quais você deveria ter um livro de frases do dia.
  14. Olhe para as situações negativas como o seu treinamento para a vida real. Quanto mais você subir na vida, as situações negativas vão aumentar. Então esteja preparado para elas.
  15. Lembre-se que não é possível agradar a todos. De fato, ninguém pode. Às vezes você precisa apenas deixar que algumas pessoas passem. Percebendo isto, você vai se livrar de um monte de gente desnecessária. Assim, você poderá interagir com pessoas que tornem sua vida positiva.


fonte:http://corpoacorpo.uol.com.br/

Cientista político Moniz Bandeira faz palestra na Biblioteca dos Barris


O professor e cientista político Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira, uma das maiores autoridades brasileiras sobre relações internacionais, estará no dia 14 de setembro (segunda-feira), às 17h, na Biblioteca Pública do Estado da Bahia (Barris), para proferir uma palestra sobre política externa brasileira. A palestra gratuita contará com a participação do historiador e diretor-geral da Fundação Pedro Calmon/Secult, Ubiratan Castro de Araújo.

No dia 16 de setembro (quarta-feira), às 17h, no Salão Nobre da Reitoria da Universidade Federal da Bahia, o cientista político receberá o título de Doutor Honoris Causa desta Universidade. Um dia depois, 17/09, às 19h, será a vez da Academia de Letras da Bahia homenagear Moniz Bandeira, através do re-lançamento do livro De Martí a Fidel e da coletânea de poesia Poética, graças a uma parceria entre a Fundação Pedro Calmon e a editora Record.

Historiador luso-brasileiro, nascido em Salvador no ano de 1935, Moniz Bandeira é especialista em política exterior do Brasil e suas relações internacionais, principalmente com a Argentina e os Estados Unidos, sendo autor de várias obras. Entre elas, Formação do Império Americano e A Presença dos Estados Unidos no Brasil, entre outros.

fonte: FPC - ascom@fpc.ba.gov.br

Que ler livros para PUBLICAR postagens corretamente?

Dica legal...

Bibliografia brasileira em Jornalismo Online

1. FERRARI, Pollyana. - Jornalismo Digital. São Paulo : Editora Contexto, 2003. 120 p. ISBN: 85-7244-242-1. Venda em <http://www.submarino.com.br/books_productdetails.asp?Query=ProductPage&ProdTypeId=1&ProdId=205041&ST=SE>. Informações em <http://www.polipress.com.br/livro/sumario.htm>. Acessos em 25 jul. 2003.
2. FERRARI, Pollyana. Hipertexto, hipermídia. Contexto : 2007. 192 p. ISBN 978-85-7244-362-3.
3. MACHADO, Elias. - O Ciberespaço como Fonte para os Jornalistas. Salvador : Calandra, 2003.http://www.editoracalandra.com.br/Compras.htm
4. MACHADO, Elias. - O Jornalismo Digital em Bases de Dados. Entre os temas abordados estão a Base de Dados como formato, a intranet como modelo de gestão, a narrativa em Base de Dados e a importância da pesquisa para a formação de jornalistas. Além disso, discute experiências pioneiras de ensino do jornalismo digital a partir dos projetos implantados, desde 1995, na Facom/UFBA.
5. MACHADO, Elias; PALÁCIOS, Marcos. - Modelos de Jornalismo Digital. Salvador : Calandra, 2004. Coletânea de artigos do Grupo de Pesquisas em Jornalismo On-line da Faculdade de Comunicação da UFBA. Compilação de Elias Machado e Marcos Palacios.
6. MANNARINO, Marcus - O papel do webjornal: veículo de comunicação e sistema de informação. Porto Alegre : EDIPUCRS, 2000. 98p. (Coleção Comunicação, 5). Informações: <http://www.marcus-mannarino.jor.br/livro/index.html%3E.Venda e distribuição: <http://www.marcus-mannarino.jor.br/livro/distribuicao.html>. Acessos em 28 jul. 2003.
7. MOHERDAUI, Luciana - Guia de estilo Web: Produção e edição de notícias on-line. 2.ed. São Paulo : Senac, 2002. 80 p. ISBN 8573591552.
8. MONTEIRO, Mariana; SIMONE, José Fernando - Jornalismo Online: O futuro da informação. Rio de Janeiro : Webmeio, 2001. ISBN 8585610212. Edição independente de sucesso: a primeira edição está esgotada. Os autores andam à procura de editora para lançar a segunda edição.
9. MOURA, Leonardo - Como escrever na Rede. São Paulo : Record, 2001.
10. PEREIRA, Luciano; SILVA, Rafael R.; MARANGONI, Reinaldo. - Webjornalismo: Uma reportagem sobre a prática do Jornalismo Online. São Paulo: Webjornalismo, s/d.
11. PINHO, J. B. Jornalismo na Internet: planejamento e produção da informação on-line. São Paulo : Summus Editorial, 2003.
12. RODRIGUES, Bruno - Webwriting - Redação & Informação para a Web. Rio de Janeiro: Brasport, 2006. ISBN 8572515526.
13. SQUIRRA, Sebastião - Jorn@lismo online. São Paulo : CJE/ECA/USP, 1997.
14. VIANA, Eduardo de Carvalho. - Para um Manual de Redação do Jornalismo On-line. Monografia final apresentada à Faculdade de Comunicação Social da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, para conclusão do Curso de Pós-Graduação em Jornalismo Cultural. UERJ : Rio de Janeiro, 2001. Orientador: Profª. Sonia Virgínia Moreira. Arquivo em formato MS Word disponível em: <http://www.rio.rj.gov.br/secs/cadernos.htm>. Cadernos de Comunicação de Secretaria Especial de Comunicação Social do Rio de Janeiro.

fonte: José Antonio Meira Rocha, professor de jornalismo online em Porto Alegre (RS).

Centro Knight publica versão em português do livro "Como escrever para Web"


O Centro Knight de Jornalismo nas Américas publicou a versão em português do livro Como Escrever para a Web, escrito pelo jornalista colombiano Guillermo Franco e traduzido pelo jornalista brasileiro Marcelo Soares.

O novo livro de Franco traz exemplos práticos sobre como escrever para publicações online e como pesquisar a partir de outras fontes. Ele o considera não somente um manual, mas um ponto de partida para um guia mais abrangente sobre como escrever para a Web, com contribuições de jornalistas de toda a América Latina e do Caribe.

Na introdução do seu livro, Franco escreve: "Ao buscar informação sobre esse assunto na Web, livros e entrevistas que realizamos, nos deparamos com todo tipo de visão, mas privilegiamos as que estavam respaldadas por pesquisas".

As edições em português e espanhol podem ser baixadas em formato PDF, na íntegra e gratuitamente, do sítio web do Centro Knight: http://knightcenter.utexas.edu/como_web.php.

fonte: gersonmartins.jor.br

Ser um bom Jornalista na Web é ?

O jornalista José Antonio Meira Rocha, professor de jornalismo online em Porto Alegre (RS), listou as habilidades inerentes ao novo profissional de comunicação.

1. Ler muito, inclusive em inglês.
2. Escrever bastante.
3. Pesquisar na internet e relacionar as informações encontradas.
4. Operar planilhas e editores de texto.
5. Operar programas de email e messengers.
6. Participar de diversos fóruns e listas de discussão.
7. Fotografar, manipular as fotos em programas específicos, distribuir as fotos em fotologs.
8. Fazer e editar vídeos em celular ou câmeras domésticas, publicar e embutir estes vídeos em páginas Web.
9. Gravar entrevistas com seu MP3 player ou celular.
10. Editar áudio digital e fazer podcast.
11. Contratar e instalar serviços em hospedagem internet (CMS, blogs, sistemas de workgroup, fóruns, galerias de fotos).
12. Gerenciar um sistema gerenciador de conteúdo (CMS), blog, fórum.
13. Conhecer HTML o suficiente para fazer links ou modificar templates e skins.
14. Usar sistemas de anúncios tipo AdSense.
15. Assinar e gerenciar uma enorme lista de feeds RSS sobre sua especialidade.
16. Trocar arquivos em sistemas peer-to-peer ou de troca de grandes arquivos.
17. Fazer mashups, mapas e modelos 3D com Google Maps, Google Earth e Google SketchUp.
18. Gerenciar, com diplomacia, comunidades de leitores.
19. Resolver pepinos e abacaxis em seu computador.
20. Estar sempre antenado com as tendências das mídias digitais.

Guia de Estilo na Web?

Você sabe o que é jornalismo online?


Ler muito, inclusive em inglês. Escrever bastante. Pesquisar. Operar planilhas e editores de texto. Saber usar programas de email. Participar de fóruns e listas de discussão... É preciso mais, muito mais. O novo profissional de comunicação online precisa saber como filtrar conteúdo e colocá-lo na rede. Além de agente, ele também é captador de informação na internet. E não é pouca coisa. Dados da empresa americana de pesquisa Nemertes Research alertam para o congestionamento da banda larga, em 2010, devido ao excesso de informação disponibilizada na Web.

De acordo com José Antônio Meira da Rocha, jornalista e professor de jornalismo online, um dos maiores desafios é saber filtrar a informação.

- Na era digital, o bom profissional de comunicação precisa separar joio do trigo, tanto na apuração quanto nas novas ferramentas que aparecem todos os dias - disse.

Para Bruno Rodrigues, autor de 'Webwriting - Redação & Informação para a Web', consultor em informação e comunicação digital, o profissional de comunicação precisa ter curiosidade por todas as mídias, tanto tradicionais quanto digitais, e uma grande vocação para lidar com a informação.

- Jornalista que não está imerso na evolução não tem futuro. Isso porque ele deve pensar o conteúdo como algo único, mas multifacetado. Sua missão é adaptar a informação às diferentes plataformas onde será veiculada - explicou.

Ninguém é pau para toda obra. A idéia de circular facilmente em todos os ambientes de seu mercado de trabalho é falsa. Hoje, mais do que nunca, o profissional especializado está sendo valorizado.

- O generalista me incomoda. É sempre aquele que diz que sabe de tudo um pouco, mas não sabe nada profundamente. Na mídia digital, o mercado está de olho cada vez mais no especialista - defende Bruno.

fonte: Bia Mansur é jornalista, designer e produtora de vídeo da Globo.com.