quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Salvador cultua Yemanjá para reger 2010 com Oxalá


Minha protetora Yemanjá.
Enfermeira dos que sofrem,consoladora dos aflitos,conselheira dos angustiados.
Mãe de todos.
Agradeço de tantas graças que nos concedes.
Indigno-me de tua áurea luminosa.
E rendo-te minha homenagem,rainha das águas.
Que contribui caridade e amor,entre todos os seus filhos.
Eu te agradeço senhora Mãe Yemanjá,por me atender nas horas que recorro a teus poderes divinas graças te dou Yemanjá.
Pelas tuas radiações milagrosas,agradeço,dizendo,obrigado por tua proteção constante que tens proporcionando por nossos irmãos que sofrem.
Curvo-me diante de ti e rogo-me,continue dando proteção a teus devotos.
Que dedicam amor profundo.
Que tua áurea bendita continue protegendo e vibrando bondade.
De paz e saúde sobre aqueles que te ajoelham suplicando aos seus pés.
Dai-nos a tua proteção pura e conforto da alma.
Suplico nesta mensagem porque creio em teu poder imenso assim seja.
Minha mãe querida Yemanjá.

MARIENE DE CASTRO COMEMORA PATROCÍNIO PARA 2010


Site "Mariene de Castro"
: www.marienedecastro.com.br/

CALENDÁRIO " SANTO DE CASA " 2010

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

ÁGUAS MÁGICAS 2010

Roteiro: Passeio para contemplar a beleza da Ponta de Humaitá, Ribeira e Farol da Barra
Embarque: às 21h
Término do Evento: às 03 h da Manhã
O Pacote Inclui:
Kit do Evento;
( Camiseta, Taça e Brinde Surpresa )
Serviço de Bordo;
( Água, Refrigerante, Cerveja, Roskas Variadas, Ice, Espumante )
Cobertura Fotográfica;
Buffet Tropical;
( Frios, Petiscos, Saladas, Caldos e Salgados )
Boate na escuna;
( Dj tocando todos os Hits)

E muita Alegria!

A partir de 20/12/09

R$250,00 Individual
R$450,00 ( duas pessoas )


Forma de Pagamento:
A Vista
Cartão em 3 x sem juros até 30/11
A Venda: nos Balcões Ticket Mix Barra, Iguatemi e Paralela,
Pida - Shp. Piedade,
Balcao BIL - Shp Liberdade.


Informações: (71) 3241-5915
9961-9817 / 8825-2221 - Luciano
8776-9209 / 9121-9865 - Cristiane

e-mail: dabahiaeventos@gmail.com
www.dabahiaeventos.com


quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

SALVADOR HOMENAGEIA NOEL ROSA NO "DIA DO SAMBA"

escrito por : Noel Rosa

Agora vou mudar minha conduta, eu vou pra luta
pois eu quero me aprumar
Vou tratar você com a força bru.....ta, pra poder me
reabilitar
Pois esta vida não está sopa e eu pergunto: com que roupa?
Com que roupa que eu vou pro samba que você me convidou?
Com que roupa que eu vou pro samba que você me convidou?
Agora, eu não ando mais fagueiro, pois o dinheiro não
é fácil de ganhar
Mesmo eu sendo um cabra trapacei.....ro, não consigo ter nem pra gastar
Eu já corri de vento em popa, mas agora com que roupa?
Com que roupa que eu vou pro samba que você me convidou?
Com que roupa que eu vou pro samba que você me convidou?
Eu hoje estou pulando como sapo, pra ver se escapo
desta praga de urubu
Já estou coberto de farrapo, eu vou acabar
ficando nu
Meu paletó virou estopa e eu nem sei mais com que roupa
Com que roupa que eu vou pro samba que você me convidou?
Com que roupa que eu vou pro samba que você me
convidou?

Seleção de Jovens - Reveillon na Costa do Sauípe 2009 -"CANIBÁLIA".


Em 2008 a Bernardes Comunicação promoveu um excelente trabalho de RECEPTIVO e ASSESSORIA no Reveillon na Costa de Sauípe com "Seu Jorge e Luís Caldas"A Bernardes Comunicação vai repetir o SUCESSO !
No Reveillon na Costa do Sauípe 2009 contaremos com a presença EXCLUSIVA de Daniela Mercury com o seu novo show "CANIBÁLIA".
SELEÇÃO de 25 jovens (ambos os sexos).
Os interessados devem ter entre 18 e 25 anos e enviar e-mail com dados completos (Nome Completo,RG, Endereço e Foto ATUAL (3 fotos - rosto e corpo inteiro)
E-mail: bernardes.ssa@gmail.com
(071) 3375-1815

domingo, 22 de novembro de 2009

CCJ aprova PEC que restabelece exigência de diploma para jornalista



A TARDE

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara de Deputados aprovou na manhã desta quarta-feira a proposta de emenda constitucional (PEC) que restabelece a exigência de graduação de nível superior para o exercício da profissão de jornalista. A proposta, de autoria do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), teve única manifestação contrária do PSDB.
O baiano José Carlos Aleluia (DEM), que já havia se manifestado pela rejeição da PEC e é membro da CCJ, não estava no plenário no momento da votação.
"A aprovação da PEC na CCJ significa um atestado de constitucionalidade da exigência do diploma", comemorou o presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), Sérgio Murilo, que está no Congresso acompanhando a PEC e seguiu imediatamente para a CCJ do Senado para convencer seus membros da importância da aprovação da proposta naquela Casa. "A vitória de hoje é essencial para o seguimento da luta de defesa da regulamentação da profissão, e uma demonstração de que não há contradição entre a formação profissional e a liberdade de expressão e opinião".
Paulo Pimenta, autor da proposta, observou que houve um "equívoco conceitual" quando o Supremo Tribunal Federal (STF) colocou num mesmo patamar a liberdade de expressão e o exercício da atividade profissional de jornalista. "O STF tratou a atividade profissional como se fosse mera divisão da liberdade de opinião, desconhecendo o trabalho de mediador da sociedade exercido pelo profissional – que não é um cronista", disse, acrescentando que os jornais de todo o país garantem espaçco para que colaboradores não-jornalistas expressem sua opinião.
De acordo com a Fenaj, estima-se que, anualmente, sejam graduados de sete a oito mil novos jornalistas nas cerca de 400 faculdades de jornalismo existentes no país. Atuam no Brasil 60 mil jornalistas, a maior parte diplomados, de acordo com a entidade.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

SEMINÁRIO - Processos de Hegemonia e Contra-hegemonia 2009


Entre os dias 18 e 20 de novembro, será realizada a versão 2009 do Seminário de Pesquisa organizado pelo do Grupo “Processos de Hegemonia e Contra-hegemonia”. Este é o organizador, mas a participação é aberta a todas e todos interessados. Além do Grupo, esta é também uma promoção do Departamento de Ciência Política, do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais e da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, todos da Universidade Federal da Bahia.

São 19 trabalhos, distribuídos em cinco mesas, que abordarão temas como hegemonia, contra-hegemonia, opressões, movimentos identitários e contestatórios, mídia, estado, sociedade civil, cultura, marketing e comportamento político.

A inscrição de ouvintes é gratuita e haverá comprovante de participação para quem tiver presença em pelo menos 75% das mesas de debate.

Programação

Abertura Oficial

Quarta-feira, 18 de novembro, às 13:30 h

FFCH - Sala de áudio-visual (em cima da Biblioteca)

Presença de representações de instâncias da UFBA

Mesa 1 – Ação Política, Hegemonia e Contra-hegemonia

Quarta-feira, 18 de novembro, das 14 às 18 h (com intervalo às 16 h)

FFCH - Sala de áudio-visual (em cima da Biblioteca)

Os sentidos da identidade de esquerda no discurso do Presidente Lula

Luís Antônio de Araújo Costa - Mestre em Ciências Sociais (FFCH/UFBA). Prof. da UNIME

Participação (des)politizada: uma análise da comunidade virtual do movimento “Fora Sarney” Bahia, sob a ótica gramsciana

Ingrid Winkler – Doutoranda em Administração pelo NPGA/UFBA

Julio Andrade - Doutorando em Administração pelo NPGA/UFBA

Vizinhos do (in)conformismo: o Movimento dos Sem Teto da Bahia (MSTB) entre a hegemonia e a contra-hegemonia

Luiz Cezar dos Santos Miranda - Mestre em Ciências Sociais (FFCH/UFBA)


Mesa 2 – Estado, Direito e Sociedade Civil

Quinta-feira, 19 de novembro, das 8:30 às 12:30 (com intervalo às 10:30)

FFCH - Sala a ser definida

Transposição do rio São Francisco: interfaces entre as ações do governo Lula e os beneficiados deste projeto

Yang Borges Chung – Mestrando do PPG em Ciências Sociais (FFCH/UFBA)

Descentralização da Gestão da Água - Brasil e Chile, comitês de bacia hidrográfica e mesas de água

Golde Maria Stifelman - Mestre em Sociologia (FFCH/UFBA) e membro do GRH/Escola Politécnica/UFBA

O direito como fenômeno plural e a questão do acesso à justiça: a experiência do Movimento dos Sem Teto da Bahia (MSTB) e a sua implicação na efetividade do referido princípio fundamental

Rafaela Seixas Fontes - Graduanda de Direito (UFBA) e Pesquisadora-Bolsista da FAPESB.

Mesa 3 – Mídia, hegemonia e contra-hegemonia

Quinta-feira, 19 de novembro, das 14:00 às 18 h (com intervalo às 16 h)

FFCH - Sala a ser definida

A “Opinião Pública” em Gramsci

Paula Novaes - Graduanda de Ciências Sociais (FFCH/ UFBA) e pesquisadora de Iniciação Científica – PIBIC/UFBA.

Gramsci e a questão da imprensa

Mayana Rocha Soares - Graduanda em Ciências Sociais (FFCH/UFBA) e Bolsista do PIBIC/CNPq.

Hegemonia nas páginas da revista Veja - O Real consenso

Paulo Moraes Neto - Graduando em História (UEFS)

Contra-hegemonia e Internet: Gramsci e a mídia alternativa na web

Laércio Torres de Góes- Mestre em Comunicação e Cultura Contemporâneas (Facom/UFBA) e Prof. da Unime – Salvador

Mídia e contra-hegemonia: o jornal Brasil de Fato como alternativa dos movimentos sociais no Brasil

Thaís Brito da Silva

Mestranda no PPG em Ciências Sociais (FFCH/UFBA)


Mesa 4 – Comportamento político, sindicalismo e hegemonia

Sexta-feira, 20 de novembro, das 8:30 às 12:30 h (com intervalo às 10 h)

FFCH - Sala de áudio-visual (em cima da Biblioteca)

João Henrique, Walter Pinheiro e a disputa pela “imagem” de Lula no 2° turno das eleições para prefeito de Salvador em 2008

Vicente Coutinho - Mestre em Ciências Sociais (FFCH/UFBA)

Comportamento político e avaliação da administração pública no município de Jussara, Bahia

Emanuel Batista da Rocha – Bacharelando em Ciência Política (UFBA)

O Sindicato dos Petroleiros da Bahia e seu papel na consolidação da hegemonia burguesa no interior do sindicato e suas bases

Camila Marques - Mestranda do PPG em Ciências Sociais (FFCH/UFBA)

Classe e racismo no sindicalismo brasileiro: lutas hegemônicas e lutas por reconhecimento

Jair Batista da Silva - Doutor em Ciências Sociais/UNICAMP; Pesquisador do CRH e do PPG em Ciências Sociais (FFCH/UFBA) e Bolsista do PNPD/CAPES/CNPq.

Mesa 5 – Cultura, opressões e emancipação

Sexta-feira, 20 de novembro, das 14:00 às 18 h (com intervalo às 16 h)

FFCH - Sala de áudio-visual (em cima da Biblioteca)

A ação política dos estudantes da ETFBA (1979/1989): enfrentamento, participação política e greve

Naiaranize Pinheiro da Silva - Mestre em Ciências Sociais (FFCH/UFBA) e Profa. do IFBAHIA

Movimentos negros e educação: o empoderamento como estratégia política

Luis Flávio Reis Godinho - Doutor em Sociologia (UFPB); Prof. do Centro de Formação de Professores da UFRB

Mulheres Hip Hop: movimento social em Salvador

Rebeca Sobral Freire - Cientista Social (FFCH/UFBA) e Mestranda em Estudos sobre Mulheres, Gênero e Feminismo no PPGNEIM (UFBA)

Teatro de rua e emancipação social

Marcus Cosme Marcelino dos Santos - Sociólogo (FFCH/UFBA) e Ator de teatro de rua.

Todas as atividades serão realizadas na Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFBA – Estrada de São Lázaro – Federação.

Inscrições de ouvintes gratuitas a partir das 13 horas do dia 18, no local.

Comprovante de participação para quem tiver presença em pelo menos 75% das mesas de debate.

Grupo de Pesquisa Processos de Hegemonia e Contra-hegemonia

Departamento de Ciência Política

Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais

Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas

Universidade Federal da Bahia

SALVADOR: Programação da Semana da Consciência Negra


Entre os dias 17 e 22 de novembro, a banda angolana Next, o compositor baiano Dão, o DJ ganês Sankofa e grandes artistas da música vão se apresentar no Pelourinho para celebrar a Semana da Consciência Negra. Exposição sobre Luanda e ciclo de debates sobre a cultura negra vão integrar a programação.
O Pelourinho, um dos grandes símbolos da cultura afro-brasileira, preparou uma programação especial para celebrar a Semana da Consciência Negra. Do próximo dia 17 até o dia 21 de novembro, o Centro Histórico de Salvador receberá apresentações musicais, com destaque para a black music e a música africana, exposição sobre Luanda, capital de Angola, e um debate sobre a arte e a cultura negra. Os eventos são promovidos pelo Programa Pelourinho Cultural, da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia, Diretoria de Museus e pelo Fórum Nacional da Juventude Negra.

PROGRAMAÇÃO

Dão e DJ Sankofa
Quando: 17 de novembro, às 21h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Semana do Observatório Humano
Quando: 19 de novembro, às 16h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Conferência Sociologia Angolana
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, às 17h
Onde: Praça das Artes
Quanto: Gratuito

Abertura da Exposição Luanda, Suave e Frenética
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, às 19h
Onde: Galeria Solar Ferrão
Quanto: Gratuito

Banda Next
Realização: Dimus
Quando: 20 de novembro, 20h30
Onde: Praça das Artes
Quanto: Gratuito

Malu Soares
Quando: 21 de novembro, 21h
Onde: Quincas Berro D'Água
Quanto: Gratuito

Arte Negra em Defesa da Vida e da Liberdade
Realização: Fórum Nacional da Juventude Negra
Quando: 21 e 22 de novembro, 15h
Onde: Largo Pedro Archanjo
Quanto: Gratuito

Poucos lugares em nosso país são tão representativos para celebrar esta data como o Pelourinho. O Dia da Consciência Negra é comemorado em todo o Brasil, sempre no dia 20 de novembro - dia da morte de Zumbi dos Palmares. A data é dedicada à reflexão sobre a inserção do negro na sociedade brasileira e a lembrar a resistência do negro à escravidão.

fonte: SECULT

Profissionalização para negros divide opiniões em Brasília


Fonte: Jornal do Brasil

A partir da próxima semana será implantado o maior Plano de Qualificação Profissional com recorte social e racial no Brasil: o Planseq Afro, que vai capacitar 25 mil negros que estão desempregados nos 26 estados e no Distrito Federal. Minas Gerais, Rio de Janeiro e Mato Grosso são os estados que oferecerão o maior número de vagas: 6.945, 3.860 e 2.940 respectivamente. Empreendedor individual, carpinteiro, mecânico de motos, eletricista, borracheiro, gerente de supermercado, operador de telemarketing e recepcionista são os principais cursos oferecidos. Entre eles, destaca-se o de cuidador de pessoas com doença falcifome - a doença genética mais comum da população brasileira que diminui a circulação, provocando dor e destruição dos glóbulos vermelhos e que acomete principalmente a população negra.
O Planseq Afro é uma parceria entre o Ministério do Trabalho e Emprego e a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir) e custará cerca de R$ 20 milhões. Para fazer um dos cursos é preciso se autodeclarar afrodescendente e estar desempregado. O programa de capacitação priorizará os jovens de 16 a 24 anos e adultos com mais de 40 anos, além de pessoas com um número grande de dependentes. Alguns cursos exigirão ensino médio como pré-requisito. Mas a maioria pode ser feita por quem tem apenas ensino fundamental.

Divergências


Ações afirmativas voltadas para o mercado de trabalho, no entanto, não são unanimidade nem mesmo dentro do movimento negro.

- É um escândalo. É uma atitude reacionária - denuncia o coordenador do Movimento Negro Socialista, José Carlos Miranda.

- Querem dividir a classe trabalhadora entre negros e brancos. O Ministério Público deveria se posicionar contra este tipo de política que divide o povo brasileiro.

Segundo Miranda, ações como esta só existem em países que adotaram políticas segregacionistas como a Africa do Sul e a Alemanha nazista.

- Qual a diferença entre o desempregado negro e o branco se ambos forem pobres? - questiona Miranda. - Não é desta forma que se combate o racismo. A igualdade é defendida na Constituição. O problema é que as políticas universalistas não estão sendo aplicadas até o fim, mas dividir o povo só serve ao interesse de quem quer aprofundar o racismo. Qualquer pessoa que luta pela igualdade de direitos deve se indignar com este tipo de benefício.

Autor do livro Uma gota de sangue - história do pensamento racial, Demétrio Magnoli acredita que um programa de capacitação destinado a trabalhadores negros não é necessário, uma vez que já existem programas destinados a capacitar trabalhadores de baixa renda:

- A finalidade, obviamente não é para capacitar, mas classificar. As políticas racialistas no Brasil não se destinam a promover inclusão social. Elas só se destinam a fabricar identidades raciais oficiais.


Veja mais sobre Planseq

Plano de Qualificação Profissional atenderá 25 mil trabalhadores negros


EDUCAÇÃO, CULTURA E ARTE COMO FORMA DE INCLUSÃO SOCIAL


V Mostra Novembro Negro - ARACAJU


O Coletivo de Artistas Afro-Descendentes apresenta a 5ª Mostra Pluriartística Novembro Negro. O tema escolhido para a Mostra em 2009 - já se vão oito anos de história, é bom que se frise - será "Educação, Cultura e Arte como Forma de Inclusão Social". Escolha, diga-se, muito feliz e inspiradora. Feliz, porque acredito que Cultura, Arte e Educação juntas podem tornar a sociedade mais humana, mais justa, e, conseqüentemente, livre de qualquer tipo de preconceito. Inspiradora, pois a temática me motivou a escrita de um pequeno texto que desejo socializar com vocês.

"De três fontes o ser humano deve beber sempre:

Arte, Cultura e Educação.

Para conhecer-se bem

E bem conhecer o meio em que vive,

O homem deve principalmente

Beber do saber que brota do seio do povo -

A Arte na sua matéria mais prima,

"A Educação na sua essência mais pura."

Saciemo-nos então. O convite ao primeiro gole está feito.


escrito por :João Emanuel Santos

Coordenação do Evento - Coletivo de Artistas Afro-descendentes Novembro Negro

Web Site : http://www.novembronegrose.com.br/

Hotmail : novembro-negro@hotmail.com Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo.

Tel.: contato Anselmo 8843-9041 / Reall 8108-8247 / DEA-João Emanuell 7031-1877


sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Palestra " Liberdade.E agora?"


Ressocialização-Violência – Salvador - Mercado de Trabalho

Uma Palestra Corporativa através de um vídeo documentário de 20 min dividindo-o em alguns blocos:

Apresentação

Abordagem sobre a criminalidade

Família

Cotidiano

Mercado de Trabalho

Perspectivas para o Futuro.

“Liberdade! E agora?Vídeo Documentário produzido em 2008.1 para ações de prevenção e esclarecimento sobre a situação atual da violência em Salvador.

Palestra para Ongs,Instituições Privadas (Escolas,Cursos,Empresas).
(071)8833-0589
Bernardes