quarta-feira, 7 de maio de 2008

PLB participa da construção da “Arca das Letras”


Internos da Penitenciária Lemos de Brito (PLB), participam da fabricação de caixas – estantes de madeira para serem enviadas para as comunidades rurais da Bahia beneficiada pelo Projeto “Arca das Letras” do Governo Federal. Esta ação só é possível graças ao convênio do Ministério da Justiça (MJ) e a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH). A PLB conhecida por abrigar detentos condenados em regime fechado, oferece aos internos inscritos 75% do salário mínimo mensal através do programa e a remissão da sua pena como incentivo para a participação nas oficinas.
A construção das “arcas” começou na primeira semana de abril e tem como meta a confecção de 50 caixas - estantes. Os internos já estão concluindo a construção de 20 delas. A utilização da mão- de- obra foi dividida em 19 internos ajudantes e 01 marceneiro, segundo a coordenadora de atividades laborativas da PLB, Tânia Silva. O material para a fabricação de cerca de 150 arcas foi dado pelo Banco do Nordeste (BN), segundo informações de Danilo, responsável pelo acompanhamento da fabricação enviado pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).
As bibliotecas rurais que serão enviadas ás comunidades rurais recebem livros doados pelo Ministério da Educação (MEC), e já beneficia 500 comunidades de 11 estados brasileiros, sendo que 78 bibliotecas estão localizadas em comunidades quilombolas. O projeto já ajudou mais de 37 mil famílias com a distribuição de 93 mil livros entregues por editoras e por Organizações Não Governamentais (Ongs), além de títulos que são obtidos por doação de escritores e das populações urbanas por meio de campanhas. O Programa também conta com a parceria do da Missão Criança e dos bancos do Brasil/Projeto BB Fome Zero e Banco do Nordeste, que fornecem material de trabalho dos agentes de leitura e material para produção das Arcas.

Nenhum comentário: