quinta-feira, 24 de abril de 2008

Pesquisa relata importância das obras de Monteiro Lobato

A pesquisadora Joseania Miranda Freitas, defendeu em 2001, na Universidade Federal da Bahia (UFBA) a tese intitulada "A história da Biblioteca Infantil Monteiro Lobato: entrelaçamento de personagens e instituição". No trabalho, a atual Professora Adjunta do Departamento de Museologia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal da Bahia, fala um pouco da história da Biblioteca que homenageia Monteiro Lobato e, além disso, discorre um pouco sobre as obras do escritor.
A pesquisa tenta mostrar a importância da Biblioteca e de Monteiro Lobato (BIML) na evolução da prática da leitura entre os jovens, o que não era muito comum antes do surgimento dela. Segundo Joseania, a orientação para a leitura constituía-se no ponto básico das atividades da BIML, possibilitando a aprendizagem e o exercício de outras diversas leituras, através do desenvolvimento da percepção crítica. “A convivência das crianças com o gosto pela leitura contribuiu para a sua formação geral, uma vez que, na escola, ainda não havia uma preocupaçãocom esta prática”, afirma a pesquisadora.Para realizar a tese foram necessários quatro anos de estudos e investigações nos arquivos da própria Biblioteca, em Salvador, na Monteiro Lobato de São Paulo e em outras bibliotecas infantis em Paris, Monique e Barcelona. Além disso centros históricos também tiveram que ser visitados para uma melhor conduzidos os estudos, entre eles destacou-se Museu Histórico de Taubaté (SP). “O tema central é da pesquisa é a história de BIML entre os anos de 1950 a 1974, período em ela estava sobre a gestão de Denise Tavares”, explica Joseania.
No trabalho de pós-graduação o produto final é individual, mas para a construção da tese a pesquisadora contou com a participação de um grupo de cinco amigas. “Elas representaram personagens do Escritor para a realização das entrevistas que foram feitas em sessões especiais, nas quais os leitores dos anos 50, 60 e 70, relataram suas experiências na BIML, além delas alguns funcionários da BIML se dispuseram a ajudar”, esclarece Joseania.
Para Joseania a BIML é um importante capítulo da história da educação baiana, no momento em que a sociedade despertava para a necessidade de novos espaços para crianças e adolescentes, nos quais o lazer e o entretenimento pudessem estar associados a atividades culturais e formativas, diferenciados do espaço escolar. “Esse estudo não pretendeu dar conta de todas as múltiplas faces e fases da BIML. Por isso, alguns fatos foram escolhidos, em detrimento de outros. Buscou-se observar a instituição a partir da perspectiva educacional”, diz.

Nenhum comentário: